4ª Mostra de projetos do Programa “A União Faz a Vida”

Mais de 2 mil crianças e adolescentes foram envolvidas com os projetos em 2017

CANARANA – O II Seminário Integrador de Práticas Pedagógicas do Programa “A União Faz a Vida” aconteceu no dia 23 de novembro na Câmara Municipal de Vereadores de Canarana; e no dia 24 a 4ª Mostra de projetos do Programa na Escola Estadual Norberto Schwantes. Estes dois eventos aconteceram por meio da parceria que a Gestão Pública reafirmou com a Cooperativa Sicredi Araxingu no início deste ano. O objetivo destes eventos foi apresentar à comunidade local o que cada escola vem desenvolvendo com os mais de dois mil alunos ao longo do ano letivo. Maquetes, trabalhos literários, cadernos, portfólios e apresentações culturais fizeram parte do evento.

Após a abertura do evento na Câmara Municipal, deu-se início ao II Seminário Integrador, o qual foi mediado pela assessora pedagógica do Programa Jussara Cristina Mayer Ceron, com a dinâmica “Roda de Conversa” em que participaram a diretora da EMEI Menino Jesus, Eliane Garcia Nunes, a professora da escola, Daiana Cristina Both, e a professora da E.E. 31 de Março Juliana Soares de Paula. A “Roda de Conversa” também contou com a participação dos professores convidados Alessandro Lima de Oliveira e Sergio Roberto de Lima, do município de Sapezal. Este momento possibilitou socializar as práticas metodológicas desenvolvidas nas respectivas unidades escolares e refletir sobre a forma com que o Programa tem contribuído para o desenvolvimento da aprendizagem significativa dos alunos.

No dia 24/11, em continuidade ao Seminário, aconteceu na E.E. Norberto Schwantes, a exposição de aproximadamente 90 projetos desenvolvidos a partir da Metodologia do Programa. Segundo a coordenadora Local do Programa, Lisani Fuchs, “é gratificante ver o resultado do trabalho desenvolvido, o entusiasmo e a alegria dos professores e dos pais ao verem os alunos apresentando o que aprenderam durante o ano letivo”. A metodologia proposta pelo Programa busca estimular o protagonismo dos alunos no processo de aprendizagem, através de um método dinâmico onde os próprios alunos, com a orientação de seus professores, definem os temas que irão ser trabalhados.