Agora sou 3ª Prenda Veterana do meu MTG-MT

CANARANA – Conquistei minha 1ª faixa no meu amado CTG Pioneiros do Centro Oeste em minha cidade de Canarana, a de 1ª Prenda Veterana.

Não tinha noção da grande importância que tem uma “prenda de faixa”. Fui buscando conhecimento aqui e ali, então soube que ser prenda é além de usar uma faixa de couro, de ser as boas vindas da sua entidade, ser simpática. Ser Prenda é levar o nosso tradicionalismo a todo lugar, cultuar nossas tradições, ser caridosa, estar sempre disposta a ajudar não só nosso CTG, mas a nossa comunidade como um todo.

Ser Prenda vai além de simplesmente frequentar um Centro de tradições gaúcha, é carregar no peito o amor pela nossa Cultura. Mesmo não tendo nascida no Rio Grande do Sul, sou matucha com muito orgulho, (filha de gaúchos nascida no Mato Grosso). Represento o meu Pioneiros com muito orgulho.

Sete meses após conquistar minha 1ª faixa, veio mais um desafio, o concurso de Prendas e Pões da 4RT MTG-MT. Ali vou eu e conquisto a faixa de 2ª Prenda Veterana 4RT MTG-MT, com mais 7 meses de muita dedicação e amor pelo tradicionalismo.

Em apenas 2 meses e meio me preparo para o XII concurso de Prendas e Peões Estadual do MTG-MT. Foram 2 meses e meio de correria, noites em claro, ansiedade, preocupação, ensaios e mais ensaios, não existia feriado e fins de semana, tempo para a família, namorado e amigos, era quando me cansava de estudar, foco no que eu queria almejar.

E no fim de semana de 21 de novembro último não foi diferente, pois conquistei minha 3ª faixa de prenda em apenas 1 ano 2 meses. Agora sou 3ª Prenda Veterana do meu MTG-MT. Com muito orgulho que faço parte dos 25 anos do nosso Movimento Tradicionalista Gaúcho do Estado do Mato Grosso.

Quero agradecer a Deus por ter me dado saúde e sabedoria, meu namorado Alexei que sempre me apoia em minhas decisões, minhas amigas Luciane e Maria Clara que me aguentaram esses 2 meses e meio, as prendas e peões que pedi ajuda e não mediram esforços, a Darlene 2ª Prenda Veterana CBTG, ex-prenda da CBTG Thais, aos instrutores Douglas, Daiana e Cristiano e Daiane Rios, além da Andrea que é minha diretora cultural 4RT MTG-MT e minha entidade.