Ciclismo vira febre em Canarana

CANARANA – Pedestres, motoristas, enfim, população em geral, tem acompanhado um aumento do número de ciclistas em Canarana nos últimos meses, pedalando pelas ruas e avenidas da cidade, ou pelas estradas no interior. Mas não se trata de um aumento relacionado a alunos que vão à escola ou de trabalhadores que vão ao emprego de bicicleta, algo que sempre foi muito comum em Canarana e é muito comum em qualquer cidade. O aumento em questão, é de pessoas que adotaram o ciclismo como esporte e lazer.

O crescimento de bairros na cidade, crescimento da população, aliado com a estabilidade econômica e a consciência da necessidade de cuidar do corpo e da mente e de lambuja ainda colaborar com o meio ambiente, são alguns dos fatores que estão levando ao crescimento desta prática esportiva. E com cada vez mais ciclistas, mais pessoas acabam sendo influenciadas a comprar sua bike e começar a mexer as pernas, num, digamos, contágio social e mudança cultural.

Marcelo Rodrigues Siqueira e sua esposa Rita

Canarana sempre teve ciclistas de alto rendimento, que treinam para competir aqui e em outras cidades. Mas a maioria dos novos bicicletistas, tem a atividade como meio de melhorar sua saúde ou mesmo se distrair. É o caso de Marcelo Rodrigues Siqueira (Marcelo Macaco). Ele possuía uma vida sedentária, estava acima do peso, sofria com pressão alta e alto nível de glicemia no sangue. Procurou um esporte para mudar seu estilo de vida e ter uma vida mais saudável. A preferência pelo ciclismo foi adotada há três meses. “Adotei a bicicleta para ter mais liberdade e desestressar. Nesses meses praticando a pedalada eu já perdi mais de 12 kg e, hoje, tanto minha glicemia quanto minha pressão, estão reguladas, sem contar com o relaxamento mental que o esporte nos proporciona”, contou.

A pastora Monica Govari, formando em Educação Física, enfrenta há alguns anos alguns desafios quanto à sua saúde e estava à procura de um esporte em que seu corpo pudesse se adaptar. Ela começou a pedalar há pouco menos de dois meses através da influência de uma amiga, depois de uma viagem a Vilhena-RO. Hoje eles possuem até um grupo de WhatsApp chamado Amigos do Pedal, onde se comunicam e marcam suas pedaladas. De acordo com Monica, a disposição aumentou muito e já notou também diferença no peso. “Todas as atividades físicas são benéficas, mas para mim, até hoje, eu não encontrei uma atividade que fosse tão prazerosa quanto o ciclismo, além dos benefícios físicos, emocionais, condicionamento, humor e até mesmo dormir melhor. Mas o que mais me motiva a pedalar é pelo fato de sair da zona de conforto e entrar em contato com a natureza’’, falou.

Empresário Ari Machado pedala 15 km todos os dias

O empresário Ari Machado, 50 anos, dono da Padaria Machado, gostava era de jogar futebol, mas problemas na coluna lhe fizeram procurar outro esporte. Primeiro decidiu caminhar, mas as dores persistiram. Foi então que ele adotou o ciclismo. “Desde que comecei a pedalar, há quatro meses, notei uma diferença enorme no meu condicionamento físico. Os problemas que eu tinha na coluna melhoraram. De início eu pedalava 5 km por dia e hoje rotineiramente pelado 15 km’’, disse.

Benefícios para a saúde

Conforme o professor de Educação Física, Fabiano Rezende Corrêa, que também é adepto ao esporte, andar de bicicleta é uma atividade física prazerosa tanto individualmente quanto em grupo com os amigos ou familiares. É um exercício tão especial que pode ser praticado com segurança por pessoas de qualquer idade, com bom condicionamento físico ou não. “Como atividade aeróbica, gera perda de peso, ajuda a equilibrar a pressão e os níveis de triglicérides. Também trabalha equilíbrio e confiança, além de relaxar e combater o estresse. Praticada com bom senso e na medida da forma física de cada um, a atividade quase não tem restrições. Canarana é uma cidade muito boa para a prática, a cidade é bastante plana e o esforço não é tão grande”, completa.

Cuidados

Além de todos os equipamentos de proteção necessários ao ciclistas, como joelheira, capacete e farol, entre outros, os ciclistas precisam tomar cuidado para evitar acidentes. Comumente carros não respeitam ciclistas e, estes, devido a fácil locomoção, acabam transitando em sentido contramão e se aventurando em meio aos carros. Essa convivência motoristas/ciclistas nem sempre ocorre de forma pacífica e ambos os lados reclamam de abusos.

Uma praticante de ciclismo que preferiu não se identificar, B. F., começou a pedalar há cerca de quatro meses e acabou se acidentando no início da noite do último dia 17 de julho, quando pedalava na Av. Paraná, próximo ao Colégio Portal do Xingu. Ela foi atropelada e rompeu o ligamento de um dos joelhos. “Aquela parte da avenida não possui boa iluminação pública e, apesar da minha bicicleta ter as luzes de segurança, não foi suficiente para evitar o acidente”, disse. Apesar do acontecido, B. F. não pretende parar com sua prática esportiva.

Aumento das vendas

Leandro Bike

Leandro Bike, como é conhecido, é dono de uma loja de bicicletas em Canarana. Ele explica que o setor está em franco crescimento e que dos últimos meses pra cá o estoque de bicicletas vendidas vem se esgotando rapidamente. Segundo ele, a expansão do setor ocorre também pelo custo benefício que a bicicleta oferece em relação aos carros e motocicletas. As bicicletas que Leandro monta são de acordo com a estrutura física de cada cliente. “Além dos custos, a bicicleta se destaca porque não polui e é uma forma de se praticar atividade física e unir o útil ao agradável”, avaliou.

Ciclovia

No dia 20 de fevereiro deste ano, a Câmara Municipal autorizou o Poder Executivo a abrir um crédito adicional no valor de 250 mil reais para a construção de uma ciclovia bidirecional na Av. Rio Grande do Sul, começando pelo prédio da IFMT e indo até o Auto Posto Chimarrão. As obras iniciaram há algumas semanas e a ideia é que futuramente a ciclovia prossiga até o final da Av. RS já no bairro União. A construção dessas obras vem de encontro com os anseios da sociedade, principalmente pedestres e ciclistas, que cobram espaço com qualidade e segurança para realizar atividades físicas e até mesmo para a locomoção diária.

Competições

Quem gosta de esporte de alto rendimento, tem a galera que treina forte para participar de competições em Canarana e região. Neste mês de julho a equipe do Leandro Bike participou de uma competição em Nova Nazaré. Na categoria Turismo, John Lennon pedalou 56 km e trouxe o primeiro lugar para Canarana. Na categoria Elite, Bruno ficou em 6º, Mateus em 8º e Clebinho em 9º.

Trilhas

Para o final do ano, o ciclista Marcos Cezar Lange, popular Gauchinho, está programando uma trilha entre a cidade e a cachoeira do Osmar Dieter, um cartão postal do município. Muitos já confirmaram presença e todos poderão participar. Quem não conseguir terminar o percurso, terá apoio para chegar ao destino, que não é competição, apenas trilha de lazer. Maiores informações serão divulgadas posteriormente.

Pedalada Ecológica

1ª Pedalada Ecológica realizada no mês de junho reuniu mais de 300 ciclistas

No dia 10 de junho o Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comdema) realizou a 1ª Pedalada Ecológica, em comemoração à Semana do Meio Ambiente. Em meio aos ciclistas que pedalam no seu dia a dia, houve pessoas que saíram com suas bicicletas pela primeira vez, impulsionados pelo incentivo da Pedalada. O evento reuniu cerca de 300 ciclistas.

Bora começar a pedalar!

Quem tiver o interesse em começar a pedalar é só falar com algum ciclista que você encontrar na rua. Todos são muito solícitos em ajudar, desde a comprar uma bike, equipamentos e roupas, desde a acompanhar nas pedaladas. Grupos de WhatsApp também foram criados e aceitam quem quiser participar, onde são marcados horários para andar na cidade ou em trilhas. Os horários geralmente são bem de manhã cedo ou a tardezinha. Cada ciclista pedala conforme sua vontade ou condicionamento físico.