Epac participou da Copa São Luís de Montes Belos

CANARANA – A Escolinha de Pais e Amigos de Canarana (Epac), participou entre os dias 25 e 31 de julho, da Copa São Luís de Montes Belos-GO de futebol de campo, nas categorias sub-14 e sub-13. As equipes da Epac tinham jogadores de Canarana, Ribeirão Cascalheira, Barra do Garças, Luciara e Rondonópolis e foram comandadas pelo professor Maurício Daghetti. Participaram da copa equipes de nove estados e de três países (Brasil, Bolívia e Paraguai).

Conforme Maurício, as duas equipes da Epac desta vez não conseguiram classificação para as fases finais. Porém, 10 atletas da Escolinha de Pais e Amigos de Canarana foram cedidos para o Academia de Rondonópolis-MT, do empresário Márcio Schmidt, que foi vice-campeão na categoria sub-15 e campeão na categoria sub-13. Em contrapartida, jogadores do Academia também jogaram pela Epac.

O professor Maurício valoriza o intercâmbio com o Academia de Rondonópolis visando novas experiências e o amadurecimento do atleta, para projetar o encaminhamento para clubes formadores espalhados pelo Brasil. Márcio Schmidt já revelou e encaminhou vários jogadores, como o atacante Valdivia, que se destacou pelo Internacional e hoje está no Atlético Mineiro.

Nesse sentido, Daghetti falou que a participação na copa foi muito boa. “Conseguimos encaminhar o Alisson Tirloni para o sub-15 do Novo Hamburgo-RS, atual campeão Gaúcho, onde já temos o atleta João Araújo. Também tivemos reuniões com empresários e fizemos novas parcerias”, falou.

Maurício agradeceu aos atletas, pais, diretoria da Epac, patrocinadores e a Prefeitura Municipal pelo apoio. A participação em competições como a Copa São Luís de Montes Belos-GO só é possível com o apoio de toda comunidade e poder público. A Epac hoje tem mais de 70 crianças treinando regularmente e o principal objetivo do projeto é formar cidadãos de bem, por isso recebe o apoio da comunidade e do poder público.

Já o encaminhamento e manutenção de jogadores para clubes profissionais espalhados pelo Brasil, é arcada diretamente pelo professor Maurício e familiares do atleta. Um exemplo de sucesso é o do atacante Vinicius Urissapa, que está no Bahia e já foi convocado para a Seleção Brasileira sub-15.