Foragido perigoso de Água Boa é preso em Aripuanã

Josimar Alves da Silva

ARIPUANÃ/MT – Um foragido da Justiça com pelo menos três mandados de prisão em aberto e, considerado criminoso de alta periculosidade por envolvimento com crimes de homicídio e latrocínio, foi preso em flagrante pela Polícia Militar, no município de Aripuanã (1.002 km a Noroeste), na tarde de segunda-feira (31.07). Josimar Alves da Silva, 37, o “Bicho Papão”, é acusado de crimes de homicídios no estado de Rondônia. Ele foi conduzido pelos policiais militares à Delegacia de Polícia da cidade, após ser preso em poder de uma arma de fogo, uma pistola de calibre 9 milímetros.

Inicialmente, o suspeito apresentou-se com o nome de José Marcos da Silva e foi autuado em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. No entanto, no decorrer da confecção dos autos de prisão em flagrante, a escrivã de polícia desconfiou do detido e, durante buscas pelo sistema, a policial civil conseguiu levantar a verdadeira identidade do preso.

Josimar Alves é investigado na autoria do homicídio que vitimou o presidente da Câmara de Vereadores da cidade de Ji-Paraná, Estado de Rondônia, na noite do dia 18 de julho. O suspeito estava recolhido na Cadeia Pública de Água Boa (730 km a Leste), onde responde por crimes de homicídio, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa e uso de documentos falsos. Em fevereiro deste ano foi colocado em liberdade por um equívoco do sistema.

Contra o preso constam também suspeitas de participação de um homicídio cometido no início de 2016 em Campo Verde, além de ele ser condenado pela Justiça de Rondônia, a pena de mais de 21 anos de prisão por homicídio. Diante dos fatos averiguados, o preso foi indiciado novamente por uso de documento falso. Em seguida encaminhado ao CDP de Juína, ficando à disposição da Justiça.

As informações foram publicadas Juina News e confirmadas por Valmir B. Christ, diretor da Penitenciária Regional Major Zuzi.