MT deve demorar no mínimo 2 anos para sair da crise

Secretário chefe da Casa Civil Mauro Carvalho

CUIABÁ – O secretário chefe da Casa Civil Mauro Carvalho afirmou na segunda-feira (14) que Mato Grosso deve demorar no mínimo dois anos para reequilibrar as finanças.

Ele lembrou que o governador Mauro Mendes (DEM) pegou o Estado com um déficit de quase R$ 4 bilhões, mas frisou que medidas já estão sendo tomadas para superar o rombo do caixa.

Entre essas medidas está o pacotão de projetos encaminhados para votação na Assembleia Legislativa na semana passada e que visam, principalmente, o corte de gastos e aumento da receita.

No total, são quatro projetos: o novo Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), a reforma administrativa, a Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual e o que estabelece critérios para o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) ao funcionalismo público.

“Por todas as medidas que o governador Mauro Mendes tomou nessa última semana, com as quatro reformas que foram encaminhadas para a Assembleia Legislativa, eu acredito que levará no mínimo dois anos para tirar o Estado dessa fase econômica que ele está hoje”, disse em entrevista à Rádio Capital FM.

Segundo o secretário, é impossível um cenário econômico melhor antes desse prazo.