Notícias policiais

Grupo é preso por Tráfico em Canarana

CANARANA – Três jovens foram autuados em flagrante pela Polícia Civil de Canarana. Uma residência alugada no bairro Nova Canarana vinha sendo usada como ponto de venda de entorpecentes. Após monitoramento investigativo, os policiais civis que trabalharam, inclusive durante várias noites, constataram que o grupo se dedicava à venda de drogas de forma contínua. As prisões aconteceram na quinta-feira (09/05). Além dos três indivíduos, um adolescente também dividia a casa e atuava na venda de drogas. O adolescente foi apreendido e, por já ter histórico de Atos Infracionais anteriores, foi encaminhado para Unidade Socioeducativa em Barra do Garças. Os três foram autuados por Tráfico de Drogas, Associação para o Tráfico e Corrupção de Menor. Além da droga que era vendida, uma moto e aparelhos celulares foram apreendidos. Mais um trabalho com excelência da Policia Civil de Canarana que com ações ininterruptas garante a tranquilidade da população.

Adolescente usa documento falso para visitar preso

CANARANA – Após o recebimento de denúncia de que a esposa de um dos presos estaria fazendo uso de documento falso, a Polícia Civil de Canarana monitorou e identificou uma adolescente de 16 anos que usava uma carteira de identidade falsa. Durante meses a menor não só visitou o marido preso como engravidou dele dentro da Cadeia. Na Delegacia, após a descoberta da fraude, a adolescente confessou ter comprado o documento por R$ 450,00 e que recebeu em casa a identidade onde tinha 19 anos e não 16. A adolescente mentiu a idade porque há norma proibindo o ingresso de menores na Cadeia, exceto com autorização. Para a Polícia Civil, a adolescente também pode ter transportado droga para dentro da Cadeia a pedido do esposo, que também está sendo investigado e deve responder por Corrupção de Menor e outros crimes que ainda estão sendo apurados. A Polícia Civil continuará combatendo crimes perpetrados por presos e pessoas recrutadas por eles fora da Cadeia. Um trabalho que marca a excelência investigativa da Polícia Civil de Canarana.

Bancário comete suicídio

CANARANA – Bancário água-boense cometeu suicídio em Canarana na tarde de domingo (12). Silvano Maciel Dallabrida trabalhava no Banco do Brasil de Canarana. Já trabalhou em Campinápolis, mas era natural de Água Boa. Sua família é vastamente relacionada em Água Boa. Silvano tinha perdido sua avó materna no mês de março. A morte repentina deixou a família chocada. Ele deixou a mãe e a irmã. A notícia foi postada por familiares nas redes sociais. Segundo BO da Polícia Militar, Silvano estava em seu quarto. Familiares que estavam na casa bateram na porta do quarto, mas como ele não atendeu, chamaram vizinhos para ajudar. Eles arrombaram a porta do quarto e encontraram o bancário parcialmente enforcado encostado à uma parede. Ele foi socorrido até o Hospital Municipal de Canarana, onde foi constatado seu óbito. Segundo o BO da PM, o fato foi por volta das 16h00.

Idosa ameaça médico e é levada à delegacia

ÁGUA BOA – Uma idosa de 66 anos foi levada à Delegacia na noite do dia 08, após a Polícia Militar ser acionada no Hospital Regional Paulo Alemão. A solicitação informava que uma senhora estaria ameaçando o médico de plantão. No local a PM constatou a idosa bastante alterada, dizendo que iria denunciar o profissional da saúde. O médico disse à PM que a senhora já teria chegado ao hospital bastante alterada, já proferindo ameaças e dizendo que ele era um médico que não realizava atendimentos de forma eficaz. A PM encaminhou a idosa à central de atendimento para elaboração do B.O. Ele prestou depoimento e foi liberada.