Pensão para 3 ex-governadores

CUIABÁ – Os ex-governadores Frederico Campos (foto), Júlio Campos e Carlos Bezerra, assim como duas viúvas de ex-chefes do Executivo que comandaram o Estado antes e na transição da Constituição de 88 devem voltar a receber pensão vitalícia, que varia de R$ 11 mil a R$ 24 mil. O benefício foi cortado no ano passado pelo então governador Taques, antes mesmo de receber notificação do STF, que julgou inconstitucional a parte final do artigo 1º da Emenda Constitucional 22/2003. Após receber os três na semana passada em seu gabinete no Palácio Paiaguás e ser informado de que a decisão do Supremo não os atinge, o governador Mauro Mendes determinou que a PGE avalie o caso e dê um parecer pela retomada ou não do benefício. Mauro acredita que a pensão foi cortada por Taques mais por perseguição política, principalmente contra Bezerra e Júlio. Observa que Frederico, que foi governador de 79 a 83, enfrenta dificuldades financeiras e depende unicamente dessa aposentadoria que lhe foi tirada. De todo modo, Mauro só autorizará a retomada da pensão sob respaldo legal.