Perícia aponta que casal encontrado morto dentro de veículo morreu por inalação de gás monóxido em MT

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) constatou que o casal C. F, 28 anos, e Anágela F. O. A., 24 anos, encontrados mortos na manhã desta sexta-feira (17), no município de Campo Novo dos Parecis morreu por asfixia de gás monóxido de carbono.

Os corpos do casal foram localizados dentro de um veículo C4, em uma estrada de chão, na zona rural de Campo Novo dos Parecis. Embaixo do veículo havia sangue.  A perícia constatou que não havia sinais de violência nos corpos e que a causa poderia ser a inalação do gás. Sobre o sangue, os peritos explicaram que se deve a dilatação dos vasos sanguíneos.

A localização dos corpos ocorreu durante patrulhamento de militares, que checavam  informações sobre o carro da vítima Cleiton Ficner, que estava desaparecida desde as 12 horas de quinta-feira (16), assim como a moça, que teve a comunicação do desaparecimento às 12h55, porém, sem relação um com o outro.

O  delegado Adil Pinheiro, acompanhado da equipe e da perícia estiveram no local. “Feita à remoção dos corpos, a perícia verificou que não havia nenhum vestígio de violência e o exame necropsia constatou que foi uma morte acidental por asfixia, provavelmente em decorrência do gás carbônico expelido do motor do carro em funcionamento. Como não há nenhum vestígio de violência interna nos corpos ou na parte externa, essa, por ora, é a principal linha de investigação”, disse o delegado Adil Pinheiro.

O delegado informou ainda que o carro foi submetido a perícia para identificar como o gás vazou e também foram colhidas amostras de sangue para dissipar quaisquer dúvidas em relação a causa morte.

O delegado afirmou que não se trata de homicídio.

O caso

Um casal foi encontrado morto, dentro de um carro, em uma estrada de terra da cidade de Campo Novo do Parecis, na última quinta-feira (16). Eles estavam nus, dentro de um Citroen C4 Pallas. As roupas do casal estavam em cima dos bancos da frente. Quando os militares chegaram na cena, visualizaram o homem caído por cima da mulher, que teve o aparelho celular recuperado pela Polícia Civil.