Prédio da Depol de Canarana não tem mais condições de servir como Delegacia

CANARANA – A Delegacia de Polícia de Canarana, apesar das melhorias feitas nos últimos anos, ainda é um local inadequado para o serviço de investigação. Isso faz com que policiais até peçam transferência para outros municípios que possuem uma estrutura melhor.

Para começar, ao chegar na Depol as pessoas passam ao lado de fossas que recebem os dejetos da Cadeia Pública, que funciona em anexo. O presídio, apesar de ficar separado, mas pelo fato de estar ‘grudado’ à Depol, é outro elemento. Isso faz com que a população confunda muito o que é Delegacia e o que é Cadeia Pública.

Os problemas continuam na parte interna. Espaço apertado, fiação solta, péssima ventilação – o que provoca mofo e mau cheiro, talhado em condições precárias – o que permite infiltrações, inacessibilidade para deficientes, são alguns dos outros desafios enfrentados pelos profissionais e população que usa dos serviços.

Autoridades municipais já solicitaram inúmeras vezes recursos estaduais e federais para construir uma nova Depol, não obtendo êxito até o momento. Isso resolveria dois problemas. Seria levantada uma Delegacia nova em outro bairro, deixando o espaço atual para ampliação da Cadeia Pública, não para colocar mais presos, mas para oferecer espaço para trabalhos de ressocialização aos reeducandos.

Um terreno adequado já foi prometido pela Prefeitura Municipal para a Depol caso se consiga os recursos. Assim que vier o dinheiro, a doação será encaminhada para apreciação dos vereadores, mas o projeto já tem o apoio de todos os pares da Casa.

Enquanto o recurso não vem, outras soluções já foram pensadas. Uma delas foi utilizar o prédio onde funcionava a Creche São Francisco no bairro Nova Canarana, mas as instalações são muito velhas e seria necessária uma ampla reforma, o que poderia sair mais caro, inclusive, do que um prédio novo.

A outra ideia é que o prédio onde hoje funciona a Escola Estadual 31 de Março, ao lado do Esporte Clube Canarana, continue sendo locada pelo Governo do Estado para abrigar a Depol após a transferência das aulas para as salas móveis que serão montadas no pátio do ginásio Pedro Cancian. A locação de um espaço, inclusive, foi uma promessa do governador Pedro Taques quando da vinda dele ao município durante a Caravana da Transformação realizada em 2016.

A Polícia Civil de Canarana tem realizado um grande serviço em Canarana. Em 2015, apreendeu mais de R$ 3,2 milhões em espécie com um homem acusado de lavagem de dinheiro. Todo esse montante foi destinado para o Governo do Estado investir em segurança pública.