Prefeito investirá recursos que iriam para o carnaval em segurança e saúde

CANARANA – Nossa cidade não teve carnaval este ano. Mas não foi somente em Canarana, muitos outros municípios também cancelaram a festa. O motivo: contenção de despesas em período econômico difícil para investimentos em setores mais prioritários.

O próprio Ministério Público de Contas expediu notificação recomendatória aos prefeitos para que os gastos destinados ao carnaval fossem revertidos em pagamento das verbas públicas nas áreas da saúde, educação, segurança, serviços públicos essenciais e despesas relevantes, além do pagamento de despesas com pessoal, quitação de despesas previdenciárias e de fornecedores, haja vista a situação de calamidade financeira enfrentada pelo estado e municípios.

Em 2018, 42 cidades mato-grossenses gastaram cerca de R$ 2 milhões com shows artísticos, atividades e logística relacionados ao Carnaval. Já em 2017, os gastos foram de aproximadamente R$ 2,9 milhões, considerando que quase 72% das emendas parlamentares destinadas à área da cultura foram aplicadas em festas de carnaval.

Conforme o prefeito de Canarana, Fábio Faria, o recurso que seria utilizado no carnaval, será revertido em segurança e saúde. A partir desse ano, a Prefeitura está organizando os trâmites para fazer um repasse mensal para o Conselho de Segurança da Comunidade (Conseg), com o objetivo de auxiliar as polícias Civil e Militar em suas atividades. Na saúde, o recurso será utilizado para reabrir o postinho na localidade do Garapú, que fica a 22 km de Canarana.