Projeto que tramita na ALMT quer proibir lecionamento de temáticas de ideologia de gênero na escola

CUIABÁ – Diante da preocupação com a preservação da família, na proteção das crianças no que diz respeito à ideologia de gênero, principalmente no ambiente escolar, um espaço determinado para formação intelectual do cidadão, mas que infelizmente tem sido violado e utilizado para disseminar conceitos que afrontam princípios cristãos e familiares, o deputado estadual Sebastião Rezende (PSC) fez tramitar na ALMT um projeto proibindo todo e qualquer lecionamento de temáticas relacionadas à ideologia de gênero nas escolas.

O PL 269/2016 estabelece em seu Art. 2⁰, que fica coibida à utilização de qualquer meio pedagógico que possa conduzir a concepções ideológicas condizentes a ideologia e ou diversidades de gênero e orientação sexual. Para efeito desta proibição consideram-se meios pedagógicos a distribuição, utilização, expansão, apresentação, menção, recomendação, indicação, e divulgação de livros, publicações, projetos, palestras, vídeos, faixas ou qualquer tipo de material lúdico, didático, paradidático, físico ou digital que contenham ou se refiram direta ou indiretamente a ideologia de gênero, orientação sexual e congênere.

“Ao afastar completamente a família de responsabilidade educadora para assumir o seu lugar, alinha-se ao pensamento fundante da ideologia de gênero, de que a família não está devidamente preparada para a orientação sexual e familiar dos filhos”, disse o deputado. O projeto será apreciado e votado para ser aprovado ou rejeitado pelos demais deputados, para então começar a valer como lei.