Querência registra dois casos de Brucelose Humana

Fonte: http://www.iappe.com.br

QUERÊNCIA – Foi confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde e pela Vigilância Sanitária e Epidemiológica, dois casos de Brucelose Humana em Querência.

Em entrevista a Rádio Interativa FM, Valneis Bottin responsável pela Vigilância Sanitária um homem e uma mulher gestante contraíram a doença que tem como principal sintomas Febre, Cansaço corporal, Dor e enfraquecimento das articulações, Calafrios, Sudorese, Fraqueza, Dor de cabeça e no corpo em geral.
A brucelose é uma doença infecciosa causada por bactérias do género Brucella. É uma infecção que afeta principalmente animais, incluindo cabras, ovelhas, porcos, cervos, bovinos e cães . Os seres humanos desenvolvem brucelose quando eles entram em contato com animais contaminados ou produtos de origem animal. Os dois casos já estão sendo tratados e felizmente a mulher gestante não perdeu o bebê, já que a doença é abortiva para as mulheres no caso de gestação e provoca infertilidade. Nos homens pode causar a esterilidade.
A brucelose é transmitida de animais para seres humanos de várias maneiras. A rota mais comum de transmissão ocorre quando os seres humanos consomem leite cru ou queijo de ovelha e caprinos infectados. Os animais infectados lançar o organismo em seu leite, e se os seres humanos comer ou beber produtos lácteos não pasteurizados desses animais afetados, eles podem desenvolver a brucelose.
Segundo Valneis Bottin, a população não precisa se preocupar pois um trabalho conjunto das Secretarias de Saúde e Agricultura, juntamente com a Vigilância Sanitária do Município será realizado na intenção de identificar a doença nos animais do nosso Município. Será oferecido aos agricultores, uma profissional Veterinária para fazer a coleta de material para exames, porém os custos dos exames serão por conta dos produtores, já o deslocamento da profissional até a propriedade e a coleta ficará a cargo da prefeitura Municipal de Querência.
Ainda conforme destacou Valneis, estabelecimentos comerciais serão fiscalizados e os produtores terão que identificar seus produtos através de rótulos para garantir a procedência e a qualidade dos derivados disponibilizados nas gôndolas dos Supermercados de Querência.