Sicredi Araxingu realiza assembleia geral marcando 30 anos de cooperativa

CANARANA – A Cooperativa Sicredi Araxingu realizou na noite de quinta-feira, 28, na IECLB, com sucesso absoluto, a assembleia geral ordinária de núcleos com o objetivo de apresentar os resultados relativos ao ano de 2018, com votação da destinação das sobras na ordem de R$ 13,670,000,00. É um retorno proporcional ao que cada conta, cada associado contribuiu e movimentou ao longo do ano de 2018. Também os associados exerceram o seu direito de votar e eleger os novos conselheiros fiscais.

O evento teve início às 19h30 e reuniu mais de setecentas pessoas, marcando assim, os 30 anos da cooperativa. Na oportunidade, o presidente da cooperativa, Eldo Renck, prestou uma homenagem aos sócios pioneiros (fundadores), que acreditaram e investiram na cooperativa. Ela iniciou com o nome de Credicanarana e, mais adiante, passou a integrar o sistema Sicredi. “Eu me sinto muito feliz e quero agradecer a cada um dos cooperados (as) pelo respeito que tem para com a nossa cooperativa, pelo comprometimento, pelo que agregam de valor a nossa comunidade. Porque o Sicredi é dos associados, é da comunidade e quanto mais nós movimentarmos juntos ao Sicredi, mais tempo os nossos recursos estarão agregando valor dentro de Canarana e dentro das comunidades onde nós atuamos”.

Perguntado sobre a questão da expansão da cooperativa, Eldo disse que na união das da Sicredi Alto Xingu e Sicredi Araguaia no ano de 2013, foi assumido um compromisso com os cooperados de expandir somente quando as 14 unidades tivessem atingido o ponto de equilíbrio, ou seja, superavitárias. “Desde o ano passado, todas elas estão com o resultado operacional positivo e, devido a isso, desde julho do ano passado começou-se a trabalhar na questão de expansão. Em janeiro deste ano inauguramos a 15ª unidade, que foi construída no município de Campinápolis… Dentro desta metodologia nós estaremos levando mais unidades aos outros municípios que ainda não contam com uma agência. Mas para que isso aconteça, temos que analisar a viabilidade econômica de cada município. Havendo isso, gradativamente estaremos implantando as unidades até atingirmos toda a nossa região de ação que soma 40 municípios”.