Sindicato Rural realiza programa Filhos no Campo em Gaúcha do Norte

GAÚCHA DO NORTE – De 26 a 28 de junho, cerca de 100 alunos de 4° a 6° ano da Escola Municipal de Educação Básica Bem-Me-Quer e na faixa etária de 9 a 12 anos de idade, participaram do programa Filhos no Campo, no município de Gaúcha do Norte. O evento foi promovido pelo Sindicato Rural e contou com a parceria da Prefeitura municipal através das secretarias de Assistência Social e Educação, escola Bem-Me-Quer e com o produtor Darcy Getúlio Ferrarin – DGF Agropecuária que disponibilizou o espaço da Fazenda Bom Jesus do Kuluene à 25 km da cidade para a realização do programa. O Filhos no Campo contou com o apoio da Primacredi – Cooperativa de Crédito Rural de Primavera do Leste que distribuiu bonés, canetas e lápis.

Com o objetivo de realizar atividades de caráter educativo e recreativo contribuindo para o desenvolvimento social e cultural das crianças, proporcionando a elas o desenvolvimento social e cultural das crianças, proporcionando a elas o conhecimento da realidade dos modelos de produção agropecuária do estado, despertando o interesse e vivenciando o dia a dia de uma propriedade rural que produz alimento, os alunos tiveram a oportunidade de passar o dia na propriedade e vivenciaram experiências com ordenha de leite, criação de peixe, porco, galinha, carneiro, além de aprender sobre produtos como mandioca e banana e outros cultivados em horta.

O programa foi coordenado pela engenheira agrônoma e instrutora do SENAR Renilce Cristina Costa, “este dia vem para os alunos entenderem e vivenciarem a vida no campo. Muitos não conhecem essa realidade e ficam impressionados como tudo que veem e aprendem, e isso para o SENAR é muito gratificante, pois plantamos uma sementinha que essas crianças vão levar para a vida”, disse.

Para a mobilizadora e gerente sindical Lázara Glésia Rodrigues, através do programa é possível mostrar na prática o que é produzido pelo produtor rural. “Hoje em dia, muitas crianças não têm contato com o produtor e pensam que o leite vem de uma caixinha do supermercado, que a carne vem do açougue, enfim, elas não têm a noção e a ideia de como é produzido esse alimento e esse programa vem para trazer essa experiência”, disse.

“É muito importante trazer para essas crianças que tudo o que nós consumimos hoje vem da produção agropecuária e o mais importante de tudo isso é que o nosso produtor produz com sustentabilidade, cumprindo com as legislações ambiental e trabalhista”, acrescentou a mobilizadora.

A administração municipal avalia que é importante a participação das crianças no programa, pois é uma oportunidade delas entrarem em contato com o trabalho desenvolvido no campo e aprenderem a valorizar o produto dessa atividade, que é o alimento que chega aos lares e é consumido em nossas mesas. Além disso, o projeto é uma forma de estimular o interesse para as profissões ligadas ao campo.

Para a devida organização na visitação dos setores agropecuários da fazenda foi montado um roteiro. “Para nós é muito gratificante reafirmar essa parceria com o Sindicato Rural em um programa como este. Ao mesmo tempo em que divulga a fazenda e a parceria, contribuímos para o crescimento pessoal e social dessas crianças e valorizamos o agronegócio que é o setor mais importante para o Brasil”, disse o gerente da fazenda, Carlos Ferri.

Durante a manhã os alunos conheceram os setores agropecuários e a tarde tiveram um momento recreativo. Os alunos Yasmim de Araújo Rauber e Yuri Aguilar passaram o dia na fazenda e gostaram de tudo que viram, “foi muito legal e aprendemos várias coisas”, disseram.

O Sindicato Rural em nome de sua presidente Neusa Wessner agradece as parcerias firmadas para a realização do Filhos no Campo em Gaúcha do Norte.