Três homicídios e duas tentativas no Médio Araguaia no final de semana

CANARANA – O final de semana terminou com o registro de pelo menos três homicídios e duas tentativas de homicídio aqui no Médio Araguaia. Uma triste realidade que tira vidas, destrói famílias, eleva os índices de criminalidade e cria insegurança.

Tentativas

Em Canarana ocorreram duas tentativas de homicídio. Ambas foram na noite de sábado, 02. Na primeira, um jovem foi esfaqueado pelo seu tio em uma fazenda no interior depois de um desentendimento e deu entrada no Hospital Municipal, mas não corre o risco de morte. O suspeito foragiu.

A outra tentativa ocorreu na cidade e envolveu disparos de arma de fogo, facadas e perseguição, num aparentemente acerto de contas do tráfico de drogas. Um homem ferido com facadas foi levado pela PM para o Hospital Municipal. Conforme apurado, a vítima da facada tentou matar outro homem, que é usuário de drogas, com uma arma de fogo. O mesmo se defendeu utilizando arma branca.

O homem ferido com a faca teria sido contratado por um traficante para matar o usuário. Só não conseguiu porque um vizinho jogou o carro para cima do pistoleiro e outras pessoas jogaram pedras, quando então o usuário pegou uma faca e desferiu os golpes no criminoso, que se evadiu ferido e deixou a arma de fogo para trás.

Na sequência o mandante apareceu, recolheu a arma e saiu. Segundo apurado, contratou outras pessoas para terminar o serviço. A PM encontrou os novos contratados próximo da casa do usuário e os mesmos fugiram. A polícia atirou e um deles largou a arma, um revólver calibre 32. Após perseguição, o que portava a arma foi preso.

O homem que levou a facada, depois de receber tratamento médico, e o último que foi preso na perseguição, foram encaminhados para a Depol. A Polícia Civil agora investiga todos os fatos.

Homicídios

No sábado, 02, Adenizi Margareti Tavares Rosa de 58 anos matou o seu marido Aparecido Rosa de 63 anos, com dois golpes de facão no pescoço, após ser ameaçada por ele. O crime aconteceu em uma fazenda no interior do município de Querência. Após o crime, a homicida seguiu para a cidade e se entregou à Polícia Militar.

Na madrugada de domingo, 03, o jovem Thallys Vinicius Ribeiro Alves, de 19 anos, foi morto a tiros enquanto participava de uma concentração de jovens que ouviam som automotivo no Setor Industrial de Água Boa, lugar conhecido por “Inferninho”. O autor ainda não foi identificado.

Também na madrugada de domingo, 03, desta vez em Nova Xavantina, um jovem morreu após receber golpes de faca por um suspeito ainda não reconhecido. Divino Matos de Souza, 25 anos, foi socorrido com vida pelo Corpo de Bombeiros, porém não resistiu e foi a óbito no Hospital Municipal.

Homicídios em 2018

Levantamento efetuado pelo Repórter Wallacy Riboli do Grupo Interativa de Água Boa, aponta os números da violência na região do Médio Araguaia neste ano. As informações são do Major PM Gyancarlos Cabelho.

Foram 12 homicídios até o último final de semana de 2018, sendo que 07 dos crimes ocorreram por arma branca, 03 por armas de fogo e 01 das vítimas foi morta a pedradas. Um dos crimes a polícia não divulgou a arma utilizada.

Dos homicídios em 2018, foram 03 em Água Boa, 02 em Canarana, 02 em Cocalinho, 02 em Querência, 01 em Nova Xavantina, 01 em Campinápolis e 01 em Ribeirão Cascalheira. No mesmo período do ano passado, tinham sido 13 homicídios.