Vila Rica – Homem entra armado em fórum, atira em juiz e é morto pela polícia

Domingos Barros de Sá foi morto por policiais depois de ferir juiz em Vila Rica

Juiz Carlos Eduardo de Moraes Filho foi baleado no ombro Foto: TJ-MT/Assessoria
O juiz Carlos Eduardo de Moraes Filho foi baleado no ombro esquerdo, nesta segunda-feira (1º), dentro do Fórum de Vila Rica, supostamente por soltar o réu de uma ação.
Conforme informações da Polícia Militar, Domingos Barros de Sá entrou no fórum, foi ao gabinete do magistrado armado com um revólver calibre 22 e ambos entraram em luta corporal.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, o suspeito era réu em uma ação por homicídio e tentava pressionar o magistrado para que o júri popular fosse marcado com rapidez.
Ainda não se sabe a motivação do crime nem a identidade do suspeito.
Policiais militares que estavam no fórum presenciaram o início da briga.
O suspeito ameaçou matar o juiz e os policiais revidaram às ameaças e atiraram.
O suspeito morreu ainda no local.
O juiz Carlos Eduardo foi encaminhado para o Pronto Socorro do município que fica próximo ao fórum. Depois de constatado o quadro clínico estável, o magistrado foi encaminhado ao hospital de Palmas (TO)– o mais próximo de Vila Rica – para cirurgia de retirada do projetil.
De acordo com a Polícia Civil, que passa a investigar o caso, o suspeito entrou no fórum ao lado de seu advogado. Os dois foram em direção ao juiz e ao promotor para pedir que fosse marcado logo a data do julgamento de um processo, momento que o suspeito sacou uma arma de fogo e apontou na direção do juiz.
Um policial militar, que tinha ido buscar o próximo preso para audiência, chegou, sacou a arma de fogo e atirou contra o suspeito.
A Polícia Civil fez o atendimento do local, com levantamento de informações preliminares da ocorrência, e aguarda a peritos que irão realizar a perícia de local e a necropsia no corpo do suspeito. Um inquérito policial será aberto para apurar o caso.
O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Rui Ramos, foi para Vila Rica acompanhar o caso e avaliar a medidas a serem tomadas.