Câmara de Canarana realiza primeira sessão em plenário reformado e modernizado

CANARANA – Em um plenário totalmente reformado e modernizado, aconteceu na noite de segunda-feira, 05, a primeira sessão ordinária do ano de 2018 da Câmara Municipal de Vereadores, com a presença do prefeito Fábio Faria, que fez uso da tribuna.

A reforma do plenário Bertholdo Grubert aconteceu durante o recesso e virada de ano e modernizou o espaço, que estava bastante avariado. Cadeiras foram reformadas, teto e piso trocados, além de melhorias na iluminação, no sistema de som, entre outros.

O recurso para a reforma veio das economias promovidas pela Câmara Municipal sob a presidência do vereador Ederson Porsch e apoio dos demais pares. Ainda assim, no ano passado foram devolvidos mais de 500 mil reais para os cofres da Prefeitura, que reinvestiu em ações prioritárias.

Em sua fala, o prefeito Fábio Faria disse que 2017 não foi um ano ruim, mas difícil. Lembrou que muitas sementes foram plantadas no ano passado e serão colhidas em 2018. Para ele, o principal avanço no ano passado foi a aprovação do Plano Diretor, que organiza a cidade.

Fábio Faria anunciou que a reforma do hospital municipal deve ficar pronta até o dia 15 de fevereiro, aniversário de Canarana, e que o mesmo deve entrar em funcionamento até o final do mês de fevereiro, quando os equipamentos serão mudados para o novo espaço.

Sobre as estradas, disse que com a vinda do maquinário do consórcio regional, serão formadas três equipes nos próximos dias, que irão atender as MTs 109 e 110 e a região da Fazenda Araribá. Nos últimos dias os trabalhos estavam focados na região do Tanguro e de Serra Dourada, onde a grande quantidade de chuva deixou as estradas intrafegáveis.

Faria disse ainda que pelas dificuldades financeiras do Governo do Estado, o convênio para águas pluviais no bairro Morada do Sol foi cancelado e a Prefeitura fará a obra de drenagem e parte do asfalto com recursos próprios em parceria com o Governo Federal.

Com relação ao asfalto no Jardim Tropical II, o recurso também não virá, devido a falhas no processo que envolve governos e bancos, mas disse que a administração se empenhará em buscar investimentos junto ao Governo Federal para asfaltar as vias do bairro.