Canarana-MT registra 44 furtos em 30 dias

O município de Canarana-MT passou por uma onda de furtos nesta virada de ano. Através de ofício, nossa reportagem solicitou para a Polícia Judiciária Civil, os números de furtos no município entre o dia 20 de dezembro de 2019 e 20 de janeiro de 2020, período de férias em que muitas famílias viajam. Foram 44 furtos consumados e quatro tentados, média superior de um furto por dia.

Furtos em unidades básicas de saúde

Quatro unidades de saúde no município de Canarana, conhecidas como PSFs, foram furtadas entre o início de janeiro e o último final de semana. O primeiro foi o de Serra Dourada, interior do município, no dia 02, onde foi identificado que os ladrões levaram, após arrombar o local, o botijão de gás e alguns gêneros alimentícios.

No dia 05, foi identificado furto no PSF Jardim Bela Vista, de onde foi levado uma TV 42, botijão e aparelho de som. No dia 17 foi percebido um furto no PSF Pioneiros, de onde levaram uma TV 42. No dia 20, o PSF Mutirão foi arrombado e, provavelmente, eles estavam novamente atrás do aparelho de TV, porém elas foram retiradas das unidades dias antes por conta dos diversos furtos. Na mesma data, a Secretaria Municipal de Saúde identificou que os marginais tentaram invadir o PSF Central. 

Em 2019 os ladrões já tinham furtado o PSF União de onde levaram computadores e aparelho de som, além do CAPS, de onde levaram medicação e promoveram vandalismo.

Na página do Facebook, a Prefeitura Municipal fez uma postagem sobre essa onda de arrombamentos. “Dizer o que? Vandalizam, furtam e destroem o próprio patrimônio de Canarana, uma ação criminosa. O que pensar? O que desejar? Fazer o que? Contra quem? Não pensam que o principal prejudicado é a nossa comunidade que usa o serviço de saúde diariamente. Indignação em saber que estes crimes estão sendo praticados por indivíduos que em algum momento de suas vidas já fizeram uso da saúde pública de Canarana, sendo atendidos nas unidades que hoje eles saqueiam e vandalizam”, diz parte do texto.

A postagem também pede ajuda à população para proteger o patrimônio público e informa que serão instaladas câmeras de monitoramento, além de alarmes em todas as unidades. A Polícia Civil investiga os casos.