Descoberto foco de raiva bovina em Água Boa

ÁGUA BOA – Um foco de raiva bovina foi descoberto no dia 08 de agosto em uma propriedade rural na região de Água Boa II, próximo da Pedreira Shalon. A confirmação é dos técnicos do Indea local.

O médico veterinário Fabio Bacca ressaltou que o perigo é grande, pois pode contaminar todo o rebanho da região, se não for feito controle. A raiva bovina não tem cura, e por isso, o gado dentro do perímetro de 12 quilômetros, precisa ser vacinado com urgência.

Todos os proprietários rurais de Água Boa II estão sendo notificados para a vacinação compulsória contra a raiva. Os animais que não foram vacinados contra a raiva recentemente, precisam receber a imunização. Quem for notificado e não aplicar a vacina no gado, vai ser multado.

Os técnicos do Indea estão solicitando informações aos produtores da região, sobre possíveis cavernas ou grotas onde os morcegos estão midificando. O próximo passo é combater o morcego hematófago, transmissor da doença.

Animal cambaleando em questão de dois ou três dias, deve ser notificado ao Indea para investigação veterinária. O produtor deve ter cuidado e não entrar em contato com o animal, já que a doença pode ser transmitida aos seres humanos, o que seria fatal também.

A secreção da boca do animal pode transmitir a raiva aos humanos. O alerta vale para os cuidadores do gado, que em casos assim, não façam contato com o gado.