Estresse hídrico é uma realidade em Água Boa

ÁGUA BOA – Apesar das chuvas marcarem até 440mm em algumas localidades da região, em outras, elas não foram suficientes para manter boas condições hídricas do solo. Um dos exemplos é o que aconteceu na Fazenda Xororó, interior de Água Boa-MT. O produtor de soja Junior Garruti conta que em sua propriedade, as lavouras ficaram 12 dias sem chuvas.

Antes da pequena estiagem, o acumulado era de 150 milímetros de precipitação. Com as altas temperaturas e muito sol, as plantas da soja acabaram prejudicadas pelo estresse hídrico. Dessa maneira, algumas plantas não vingaram em alguns talhões de lavouras. Porém, Garruti salienta que isso não chegou a preocupar e, por isso, ele não pensou em promover replantio das áreas. São as condições climáticas adversas em uma época em que as chuvas ainda não se estabeleceram.

A Estação Meteorológica Impac nos Estúdios da Interativa registrou em outubro, 141mm de precipitações. Sebastião Resende na Serrinha registrou em setembro 30mm e em outubro 261mm. Arlindo Mano Milnikel registrou 273mm de chuvas em outubro no PA Jaraguá. No Sítio Morada do Sol de Ricardo Fiorin Neto, no PA Jatobazinho, foram 268mm em outubro. Adelir Uebel, que faz a coleta das chuvas desde o final do século passado (1.997), registrou 126mm no centro da cidade em outubro e 49mm em setembro.