Governo e Prefeitura assinam convênio e previsão é que Escola 31 de Março fique pronta em um ano

CANARANA – O prefeito de Canarana Fábio Faria e o vereador Manu representando a Câmara Municipal, assinaram na manhã desta quarta-feira, 18, em Cuiabá, o convênio onde o Governo do Estado irá repassar R$ 2,5 milhões para a construção do novo prédio da Escola Estadual 31 de Março. A Prefeitura entrará com uma contrapartida de R$ 517 mil. O valor da obra, portanto, será de R$ 3,072 milhões e será licitada e erguida pela Prefeitura. Para a contrapartida do Município, a Câmara de Vereadores pretende devolver em torno de meio milhão de reais até o final deste semestre, através de economias, conforme informou o presidente Gilmar Miranda.

A Escola Estadual 31 de Março é a mais antiga de Canarana. Por problemas estruturais, a comunidade escolar decidiu no final de 2016 que as aulas não aconteceriam mais no antigo prédio, que foi embargado. Para alguns, esta não foi a melhor decisão, pois o problema era em apenas algumas salas e que uma reforma resolveria. Porém, é difícil julgar pais e professores diante de um risco que existia na época.

O antigo Governo do Estado prometeu então reconstruir a escola num projeto ambicioso de mais de R$ 12 milhões, mas acredita-se que os problemas financeiros impediram esse objetivo e, por dois anos, promessas e mais promessas não eram cumpridas. Para resolver preventivamente o problema, o Governo enviou salas móveis que foram parcialmente instaladas no pátio do ginásio Pedro Cancian, mas a falta de pagamento para a empresa locadora impediu o término dos trabalhos e a escola nunca foi transferida para lá. A Prefeitura também ficou no prejuízo, pois o aterro e a rede hidráulica e elétrica foram feitos pelo Município. Neste mês de junho a empresa buscou as salas móveis.

Enquanto isso, as aulas ocorreram em escolas municipais entre o final de 2016 e o início de 2017, no Parque de Exposições no ano de 2017 e desde o ano passado em um prédio alugado, locais sem estrutura adequada para um bom ensino. Pelas difíceis condições, como alagamentos no Parque de Exposições e uma acústica ruim no atual prédio alugado, muitos alunos pediram transferência para outras escolas e muitos professores adoeceram.

Nesses quase dois anos e meio sem aula, o antigo prédio se transformou em ruínas. Materiais como telhas foram retirados e o local que fica no centro da cidade, virou morada de andarilhos e ficou imundo, com mato e lixo jogado. Vereadores e a comunidade cobraram e no mês de maio passado a Prefeitura fez a demolição do prédio e recolheu os entulhos, deixando a quadra pronta para receber as obras da nova escola.

Em março deste ano, numa reunião em Cuiabá com o vice-governador Otaviano Pivetta, o prefeito Fábio Faria e todos os vereadores ouviram do Governo do Estado a proposta de parceria, onde o município receberia o valor e licitaria a obra para dar celeridade ao processo, pois se fosse conduzido por Cuiabá seria muito demorado. O valor disponível com a soma da contrapartida também era bem menor, mais de quatro vezes inferior ao projetado pelo antigo Governo. Assim, logicamente que a obra será mais simples. O vice-governador, que já foi prefeito de Lucas do Rio Verde, apresentou um projeto de uma escola municipal erguida naquele município que se enquadraria no valor monetário do metro quadrado. Para atender a demanda da escola, a Prefeitura fez algumas adequações e, em menos de três meses, o mesmo foi aprovado e agora assinado.

Conforme o governador Mauro Mendes, esse é o primeiro convênio assinado pelo atual governo. “Assinamos agora, repassaremos R$ 2,5 milhões do Estado para a Prefeitura, que entrará com uma contrapartida de R$ 572 mil. Ela vai fazer licitação e, se Deus quiser, daqui a alguns meses a Escola Estadual 31 de Março estará funcionando na cidade de Canarana. Parabéns a todos que se empenharam para que a gente possa colocar de pé novamente a Escola Estadual 31 de Março”.

Conforme o prefeito Fábio Faria, a previsão é que o prédio será erguido em até um ano. “É com grande felicidade, com grande empenho da Câmara de Vereadores, de toda sociedade que sempre cobrou isso dos políticos, que anunciamos hoje a assinatura do convênio, que vem trazer o grande diferencial para todos os alunos da Escola Estadual 31 de Março. Agora é começar a obra e em julho de 2020 entregar a escola”.