Iniciativa empreendedora do Sebrae conquista as escolas de Canarana

CANARANA – No ano de 2018 o município de Canarana aderiu ao Programa Cidade Empreendedora do Sebrae, uma iniciativa de transformação econômica de municípios voltado para aprimorar a gestão dentro da Prefeitura e também junto a lideranças dentro da comunidade local. E uma das ações foi o Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), desenvolvido nas escolas, fomentando o empreendedorismo entre os alunos.

Para a alegria de todos, no primeiro ano de participação, o município levou o prêmio estadual dentro do JEPP a nível Estadual na categoria Ensino Fundamental I, através de um projeto realizado pela professora Nilva Dickel no 4º Ano A, da EMEB Pioneiros de Canarana. O projeto envolveu pais, professores e alunos, que criaram brinquedos antigos e geraram renda locando os mesmos. Após a premiação estadual, que foi no último mês de maio em Cuiabá, agora essa iniciativa está concorrendo a nível nacional. Os brinquedos foram doados e hoje se encontram para uso dos alunos no pátio da escola. O troféu também foi doado para a unidade escolar.

A secretária municipal de Desenvolvimento Socioeconômico e Turístico, Marilei Bier, que foi quem incentivou a vinda do Cidade Empreendedora para cá, disse que o grande sucesso do projeto premiado a nível estadual foi o resgate de brinquedos antigos. “Incentivou os alunos a produzirem brinquedos, como gangorras, carrinhos de rolimã, caretinhas de puxar, porque hoje tudo é tecnologia, celular, tablet, ou seja, brinquedos que essa geração não cultiva mais, o que chamou muita atenção dos julgadores. E isso foi um estímulo para todas as escolas participarem novamente”, relatou.

Neste ano, o JEPP teve continuidade nas escolas e, nesta sexta-feira, 28 de junho, aconteceu a feira com a apresentação dos novos projetos da EMEB Pioneiros. Conforme o secretário municipal de Educação, Eduardo Ferreira, o Jovens Empreendedores envolve toda rede municipal, nas turmas de 1º ao 9º ano. “Precisamos com urgência investir em ações que que sejam inovadoras, porque onde se fomenta o empreendedorismo, o resultado na sociedade é maior. Os alunos estão aprendendo desde cedo e a colheita será muito grande no futuro. Porém, vemos resultados imediatos, pois os pais também participam e muitos deles enxergam nas ações desenvolvidos oportunidades de negócios”, disse.

Conforme a diretora da EMEB Pioneiros, Mariza Oliveira de Almeida, o prêmio conquistado pela professora Nilva Dickel incentivou ainda mais nos novos projetos. “Neste ano temos iniciativas até melhores do que no ano passado. Temos a produção de alimentos utilizando o gergelim, como mini pizza, cachorro quente, paçoca, tudo com gergelim. Temos barraca com a venda de mudas de chás, de temperos. Temos um turma que produziu brinquedos e até um robô do tamanho de uma criança. Tem locação de pula-pula. Tem venda de aromas. Tudo com a participação de professores, pais e alunos. São 12 barracas. Estamos muito felizes com o resultado”, disse.

A gerente da agência do Sebrae de Barra do Garças, Lidiane Angelo da Silva, parabenizou a Prefeitura, além dos professores, pais e alunos envolvidos. “O Sebrae vem e traz a metodologia, mas o sucesso só se faz se a comunidade se engajar e fazer um bom projeto. Vocês se destacaram a nível estadual e estão indo para nível nacional. Esta é uma iniciativa a longo prazo e vocês já estão colhendo os frutos”, parabenizou.

Para o prefeito Fábio Faria, a diversidade de escolas e de projetos apresentados é a colheita daquilo que foi plantado na parceria com o Sebrae. “O que mais me apaixonou dentro do Cidade Empreendedora foi o JEPP e vemos os professores agradecendo pela transformação que isso está provocando nas crianças, que estão envolvidas em projetar, produzir, vender e o que vão fazer com o lucro. Acreditamos que daqui sairão grande empreendedores no município”, falou.

Nossa reportagem percorreu algumas barracas. Comprou alimentos, aromas e, para tirar a foto com o robô pagou 50 centavos. Todos os projetos incentivam o empreendedorismo com a venda de um produto ou serviço, promovendo a criatividade que, com certeza, os alunos levarão para a vida adulta. Durante o ano outras escolas também estão promovendo as feiras para apresentar os seus projetos.