No saldo de empregos, microrregião de Canarana já gerou mais de mil empregos em 2019

Os dados divulgados pelo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), órgão vinculado ao Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), dizem que no estado do Mato Grosso, do período de janeiro a novembro, houve um saldo de 30.136 novos postos de trabalho. A média de empregos gerados (variação absoluta) é calculada a partir do número de admissões menos o número de demissões / desligamentos.

A microrregião de Canarana – MT, que engloba 8 municípios (Água Boa, Campinápolis, Canarana, Nova Nazaré, Nova Xavantina, Novo São Joaquim, Querência e Santo Antônio do Leste) foi responsável por gerar um saldo de 1.008 novos empregos no ano até então. O município de Canarana foi responsável por gerar 293 novos empregos. Já Àgua Boa gerou um saldo de 153 novos postos de trabalho. O município de Querência foi, na região, o que mais registrou saldo positivo na balança (459).

Em Canarana/MT o setor agropecuário foi o responsável por gerar mais empregos, com um saldo de 185 novos postos. O setor de indústrias e transformações gerou (32), setor de construção civil (14) e o setor de serviços (108) novos empregos. No setor do comércio houve admissão de 525, desligamentos de 570 postos, gerando um saldo negativo de -45.

Em Querência/MT o setor agropecuário também foi o responsável por gerar mais empregos, com um saldo de 191 novos postos de trabalho. O setor de indústrias e transformações, de construção civil, obtiveram variação absoluta de 42 e 51 novos postos de trabalho, respectivamente. No setor de comércio gerou-se um saldo de 101 novos postos de trabalhos. Já no setor de serviços foi gerado um saldo de 74 novos empregos.

Em Água Boa/MT, entretanto, o setor agropecuário teve saldo negativo de -27 postos de trabalho, sendo que admitiu 590 mas houve desligamento de 617. No setor de indústrias e transformações, houve a admissão de 210, e desligamento de 233 postos, obtendo variação negativa de -23 postos de trabalhos. O setor de construção civil gerou 31 novos empregos. Neste município, o setor do comércio foi o que mais gerou novos postos de trabalho, com um saldo de 121 novos postos. Já no setor de serviços foi acrescido um saldo de 48 novos empregos.