Reforma da Previdência

CUIABÁ – O secretário de Estado de Fazenda Rogério Gallo (foto) revelou que, até 2023, Mato Grosso terá mais servidores aposentados que servidores na ativa. Segundo ele, a situação será ainda pior se o rombo da Previdência continuar a aumentar. São necessários mais de R$ 1,1 bilhão da receita tributária para cobrir o déficit da Previdência em Mato Grosso.

“Em 2023, teremos um número de aposentados em Mato Grosso maior que o número de ativos. Vai ter mais gente aposentada do que trabalhando no serviço público. Esse é um problema demográfico. Não temos mais a mesma reposição que tínhamos no passado”, disse.

O Paiaguás defende que a Reforma da Previdência, do Governo Federal, também atinja os Estados e Municípios.