Últimas semanas para startups se inscreverem no Iguá Lab

SÃO PAULO – As inscrições para a segunda edição do Iguá Lab se encerram na próxima semana. As startups têm até 13 de setembro para se inscreverem no programa, que investirá até R$ 500 mil em soluções voltadas para o saneamento básico. Empreendedores de todo o país podem apresentar projetos que atendam a cinco desafios relacionados ao setor: engenharia; novos negócios e processos de vendas; relacionamento; cidades inteligentes; e internet das coisas.

Em 2018, a iniciativa foi reconhecida como a ideia mais inovadora pelo PPP Awards & Conference Brazil. “A experiência que tivemos com a primeira edição, pioneira no setor de saneamento, nos impulsionou a expandir o Iguá Lab em novas frentes. Neste ano, além de compreender desafios voltados para o relacionamento com nossos clientes, abrimos espaço para soluções tanto em engenharia como na conectividade inspirada nas cidades inteligentes e na internet das coisas”, diz Eder Campos, gerente de Clientes & Transformação da Iguá.

Na edição 2019 do Iguá Lab, ao menos dez startups serão selecionadas como finalistas em 4 de outubro e cada uma delas passará por seis semanas de aceleração de seus projetos, contando com mentoria da aceleradora Troposlab, parceira do programa. Todas terão ainda contato com especialistas da Iguá e participarão de uma rodada de reuniões com potenciais investidores. ”Trata-se de uma excelente oportunidade para empreendedores que estejam em busca de novos clientes e parceiros para impulsionar suas soluções”, acrescenta Campos. A seleção final, após a fase de aceleração, ocorrerá em 13 de dezembro.

Inicialmente investiremos até R$ 500 mil nos pilotos dos projetos selecionados. Este é nosso ponto de partida, mas de forma alguma um limitante. Soluções que mostrem real potencial de aplicação para resolver os desafios do nosso setor poderão receber mais aporte da companhia. Esta é uma excelente oportunidade de aproximar o ecossistema de startups do cenário atual do saneamento e com isso induzir mudanças importantes”, ressalta o presidente da Iguá, Gustavo Guimarães.

Os empreendedores interessados podem obter mais informações e se inscrever na segunda edição do Iguá Lab pelo site www.igualab.com.br.

Os cinco desafios do Iguá Lab

Os empreendedores inscritos no programa devem apresentar soluções que se enquadrem em um dos cinco desafios desta edição:

Desafio Engenharia

Para os próximos anos, há uma perspectiva de investimentos significativos na expansão dos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário. As novas redes e o aumento do número de ligações requerem soluções relacionadas à engenharia desses sistemas, compreendendo tecnologias para construção e manutenção, como, por exemplo, a reposição asfáltica.

Desafio Novos Negócios e Processos de Vendas

Inovação está no DNA da Iguá, que busca sempre melhorar e aumentar a oferta de serviços a seus clientes. Este desafio busca soluções que sirvam de insumo para novos negócios no setor de água e esgoto, que tragam valor à cadeia ou que agreguem ao processo atual de vendas e atividades relacionadas, como pré e pós-venda.

Desafio Relacionamento

Aperfeiçoar o relacionamento com clientes e fornecedores é uma busca constante da Iguá. A empresa prospecta novidades tecnológicas que possibilitem ampliar o contato, além de aprimorar a qualidade do relacionamento para melhorar a percepção de valor do serviço prestado pela Iguá, contribuindo com as estratégias de negócio.

Desafio cidades inteligentes

A Iguá possui milhares de quilômetros de redes instaladas em diversas cidades e regiões do país, extensão que deve aumentar ao longo dos próximos anos. Aliar a tecnologia ao planejamento urbano é uma ação necessária, promovendo melhorias para a população e para o meio ambiente. A otimização de redes e conexões pode alavancar oportunidades e promover soluções integradas para cidades mais conectadas e inteligentes; alternativas que possam aprimorar as conexões de maneira sustentável e que estimulem o desenvolvimento conjunto de tecnologias em prol da sociedade.

Desafio Internet das Coisas

Até 2020, estima-se que 50 bilhões de dispositivos estarão conectados à internet. São tecnologias ligadas a objetos da nossa rotina, que hoje já se tornaram essenciais para facilitar o dia a dia e, inclusive, aumentar a eficiência dos negócios. Buscamos tecnologias transversais que se relacionem a IoT, em nosso setor de atuação, porque acreditamos que são de alto valor para trazer soluções mais rápidas e eficazes.